top of page
  • Foto do escritorRenata Torres

Promovendo a Diversidade e Inclusão: Celebre o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha.

No dia 25 de julho, é comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Mais que uma celebração, esta data representa uma oportunidade de refletirmos sobre os avanços alcançados bem como os desafios que temos pela frente no que tange a agenda e agência das mulheres negras em nosso país. Neste artigo, exploraremos o significado do Dia Internacional da Mulher Negra, bem como seu potencial para apoiar iniciativas de equidade em empresas. Além disso, forneceremos valiosos insights sobre como a consultoria de diversidade e inclusão pode contribuir para uma cultura corporativa mais justa e representativa.


O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha foi instituído em 1992, durante o primeiro Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, realizado em Santo Domingo, República Dominicana. Essa data busca reconhecer e celebrar as conquistas, desafios e a resistência das mulheres negras nesta região.


A luta por equidade e representatividade


A celebração desse dia também é uma oportunidade para discutir a necessidade de promover equidade e representatividade para as mulheres negras. Conforme bem pontuou a intelectual negra Lélia Gonzales, por um lado temos o feminismo universalizante que não dá conta das especificidades que atravessam os corpos das mulheres negras. De outro lado está o machismo, fruto desta construção ocidental que silencia e subalterniza vozes femininas. Diante deste cenário, emerge a necessidade de um espaço de acolhimento, escuta ativa e discussão de uma agenda e agência feminista negra de enfrentamento ao racismo e ao sexismo.


Nas esferas corporativas, ainda há uma lacuna significativa quando se trata da inclusão das mulheres negras em posições de liderança e do reconhecimento de suas contribuições. Segundo dados do PNAD e do IBGE o percentual de pessoas negras em cargos de diretoria e gerenciais no mercado corporativo não passa dos 3% (mulheres negras = 2,4%, enquanto homens negros ficam nos 2,6%).


É interessante lembrarmos que segundo dados do IBGE, a população negra no Brasil representa 54% do total da população. Somos a segunda maior população negra do mundo ficando atrás apenas da Nigéria o que nos coloca no lugar de maior diáspora africana do mundo, mas, infelizmente, os dados aqui apresentados demonstram a forte atualização da colonialidade através de dispositivos como o racismo.


Friso que empresas que investem na diversidade e inclusão têm a oportunidade de aproveitar todo o potencial desses profissionais e criar ambientes de trabalho mais ricos e inovadores.


O papel da consultoria de diversidade e inclusão


Para empresas que desejam fortalecer iniciativas de diversidade e inclusão, a consultoria especializada é uma opção valiosa. Pessoas consultoras de diversidade e inclusão possuem o conhecimento necessário para identificar lacunas existentes, propor estratégias eficazes e ajudar a implementar mudanças nas culturas corporativas. Esses especialistas podem fornecer orientações sobre a criação de programas de liderança inclusiva, treinamentos sensíveis às questões raciais e de gênero, e políticas internas que promovam a equidade.


Vantagens de investir em diversidade e inclusão


Além de promover a justiça social, empresas que investem em diversidade e inclusão podem experimentar uma série de benefícios tangíveis. A diversidade de perspectivas impulsiona a inovação, melhora a tomada de decisões e fortalece a credibilidade da empresa, atraindo diversos talentos e clientes que valorizam a equidade.


Estratégias para implementar a diversidade e inclusão


Uma empresa comprometida com a diversidade e inclusão deve adotar uma abordagem holística. Isso inclui a criação de um ambiente seguro e inclusivo, a implementação de políticas antidiscriminação, a diversificação dos quadros de liderança, a promoção de iniciativas de recrutamento inclusivas e a realização de treinamentos regulares para sensibilização e capacitação.


Conclusão


O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha é uma ocasião para reconhecer a importância da diversidade e inclusão em nossas sociedades e nos ambientes corporativos. Empresas que desejam se posicionar como líderes em equidade devem investir em consultoria de diversidade e inclusão, implementar estratégias eficazes e abraçar a diversidade em todas as suas formas. Ao fazê-lo, elas não apenas influenciam para uma sociedade mais justa, mas também colhem os benefícios de um ambiente de trabalho enriquecido por diversas perspectivas inovadoras. Promova a diversidade e inclusão em sua empresa e crie um futuro mais igualitário e próspero para todos.


Artigo por Aline Frutuoso

Bibliografia

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo afro-latino-americano. In: Flávia Rios e Márcia Lima (orgs.). Lélia Gonzalez - Por um Feminismo Afro-Latino-Americano: ensaios, intervenções e diálogos. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

#DiaInternacionaldaMulherNegraLatinoAmericana #Caribenha #Diversidadeeinclusão #mulheresnegras.



Imagem com três mulheres negras abraçadas



Comentários


bottom of page